Happy Mail - Março e Abril


Este post mostra o que recebi de Happy Mail da lojinha do blog A Beatiful Mess em março e abril deste ano. Já fiz um post falando sobre esta assinatura que tem uma vibe de "clube de papel de carta" com os pacotes de dezembro, janeiro e fevereiro aqui.  Demorei para postar meus Happy Mails porque ele demoram bastante para chegar, e para me deixar mais animada ainda, fui taxada nestes últimos pacotes. Eu realmente amoooo esta subscription / assinatura de cartões e fofuras do meu blog gringo favorito, não acho caro, se você fizer a conta de quanto você gastaria comprando este tanto de cartões, mas fiquei bem desanimada com isso de ter sido taxada, mesmo com uma compra abaixo de 50 doláres. Fui atrás de um monte de links e informações, e é isso mesmo, estão taxando tudo que não tenha sido declarado como gift, mesmo abaixo de cinquenta doláres. 

baixo astral correio deselegante =(

Mas enfim .... o que eu amo nessa assinatura é que toda vez que preciso de um cartão rapidinho ou não tenho tempo de fazer um cartão todo artesanal, com certeza vai ter alguma coisa legal e ideal para a ocasião no acervo dos pacotes. Logo que abro, já separo pensando para quem vou mandar cada um, se tem a cara de algum amigo já guardo para o aniversário dele. Já usei um monte - de aniversário, melhoras, motivacional e esses dias usei até o de casamento ♥


Este foi o pacote de março, com muito foil dourado - a-do-ro, dá pra perceber pela cara nova do blog, né ? Amei os cartões do gato e do pug, tudo com dourado e essa listinha de compras que é uma fofura. 

favoritos de março


Se o pacote de março tinha muito foil dourado, já o de abril teve bastante glitter, beeeem sparkling! Eu amei o cartão com os porquinhos - Prissy e Poppleton, o do carro, das estampas de zebra. Sempre adoro os papergoods - essas frescurinhas que não são cartão, mais de uso pessoal, tipo a lista de compras do de março, e que na edição de abril é este índice semanal, ótimo para planejar rapidamente a semana. Também gosto sempre dos envelopes especiais - o de abril é de bolinhas e em março foi technicolor, adorei!


favoritos de março ♥ porquinhos!!!!

Estes foram os pacotes de março e abril, maio já chegou e foi taxado, ainda não fui no correio buscar, junho deve estar a caminho também, depois faço post com os dois. 

E vocês, assinam algum clube/pacote de bonitezas, gringo ou não ? 
Comenta aí pra gente conversar

[alô Campinas] Oba, vai ter bazar!

Já contei por aqui que o antigo Bazar da Creyssa - meus desapegos que eu postava aqui no blog e vendia pras amigue de vez em quando ganhou uma nova casa e agora faz parte do acervo do VID Estúdio Criativo, minha empresa de figurino e moda sustentável. A gente tem participado de alguns bazares itinerantes (um pouco desse histórico aqui) e agora vamos estar no Mercado Las Cosas, na Galeria Sede, domingo dia 21 de junho, a partir do 12h.


E dessa vez temos convidadas especiais dividindo o stand com a gente!! Teremos golinhas personalizadas da querida Mércia, do Tilar, desapegos da Paula (que estava na organização do primeiro bazar presencial que eu participei ♥), e tricôs lindões da Regiane, espia só:

segura a vibe Mad Men dessa ruiva!

Praticamente um dia de princesa praquelas camisetas basiconas que a gente ama ;)

Da parte do VID, vamos levar nossa "seleção outono-inverno", com bastante camisa, blusas quentinhas, gola alta, um monte de estampas, de bolinha a xadrez, de várias cores, além de muito jeans, e alguns itens bem invernais, como jaqueta e bota de couro.  





Também vai ter acessórios - tanto de frio quanto bijuzinhas garimpadas por aí - tenho muuuuita e o bazar tem me ajudado a desapegar de colarzinhos e anéis que ficam parados por aqui e que podem fazer a felicidade de outras bonitas por aí ;)



Serviço
Local: Galeria Sede 
Rua Dr. Sampaio Peixoto 368 
Cambuí Campinas
Domingo dia 21 de junho
A partir do 12h até 20h. 

Venha!

Eu apóio: Roupa Livre

Uma imagem que sempre me perseguiu é a de uma pilha de roupas infinita que não pára de crescer. Talvez porque eu tenha crescido dividindo quarto com outras duas irmãs, talvez pelas minhas muitas visitas a bazares e brechós, chega uma hora que me pego totalmente angustiada, pensando que já fabricaram roupa demais nesse mundo, suficiente para gerações e gerações. Isso pensando só em roupas prontas, sem nem contar as toneladas de resíduos e retalhos que brotam da indústria textil, por conta do tanto de ajustes que é feito a cada barra de calça jeans que a gente compra (e o documentário Fora do Figurino fala disso entre muitas outras coisas interessantes).



Na tentativa de lidar com isso, comecei a estudar e buscar alternativas para exercer mais responsabilidade quanto ao meu consumo de roupas, e felizmente, vejo que tá mesmo rolando uma tendência nessa direção. Nessa busca, acabei achando um projeto/iniciativa muito bacana, que é o Roupa Livre. 


Encontrei primeiro o grupo no facebook e depois fui acompanhando novas etapas no projeto, que realiza oficinas e parcerias muito legais, como a oficina de re-roupa. Minha ação favorita do projeto é o Mapa da Mina, "um mapa aberto e colaborativo", em que você pode conferir e compartilhar dicas e contatos de costureiras, cursos, brechós, bazares, marcas, coletivos e outras iniciativas de consumo consciente. Por enquanto, ainda tá bem SP Capital, eu mesma ainda não parei para compartilhar por lá meus contatinhos de interior SP (Campinas e São Carlos, alorr), então quanto mais gente ficar sabendo, melhor fica o mapa!


Tem ainda o Guia Roupa Livre, um e-book no estilo "pague no chapéu", ou seja, quanto você pode ou quer colaborar, para poder baixar. Eu colaborei e adorei o conteúdo, que é super gostoso e objetivo de ler, e vai muito além das dicas básicas. O guia te ajuda a pensar melhor não só sobre como você consome, mas também como mantém o que já tem - como as dicas ecológicas para lavar roupa com menos impacto. Outra dica presente no Guia que eu gosto muito são as ações de troca entre amigas, que eu sempre pratiquei meio sem penar muito sobre. Quem nunca foi se arrumar na casa de uma amiga e encontrou possibilidades maravilhosas de look com peças que sua amiga não dava a menor bola e que estavam encostadas no armário dela ?



Para um projeto tão legal assim existir, ele também precisa exercer sua sustentabilidade, para que as pessoas responsáveis (quem faz o Roupa Livre) consigam colocar as ações e ideias em prática. Porque fazer uma ideia assim funcionar tem um custo, e por isso eu apóio o trabalho do projeto. Você também pode apoiar de maneira recorrente, como uma assinatura, por aqui, e participar do Grupo no face para conhecer mais sobre a ideia. 

Corre lá fia!

Oficina gratuita em Campinas



Essa semana eu começo a ministrar uma oficina aqui em Campinas, no MIS (Museu da Imagem e Som), prédio histórico da cidade pelo qual sou apaixonada ♥. Esta oficina é parte da programação das Oficinas Culturais do Estado. Estou super animada para esta oficina, porque a ideia dela é discutir e relacionar ideias sobre moda, figurino e identidade. 


A oficina se chama O FIGURINO E A MODA – HISTÓRIAS CRUZADAS e discute as narrativas visuais implícitas no vestir-se cotidiano e também no figurino cênico/audiovisual. Vamos discutir bastante repertório de história da moda e conversar um montão sobre figurino, para depois realizar um experimento de figurino. A oficina começa amanhã, e vai até o dia 26 de junho, sempre às quartas e sextas-feiras, das 19h às 22h.


Se você é de Campinas ou da região, aparece por lá para trocarmos ideias ;)

Para se inscrever:
Informações: (19) 3705-8015
E-mail: coordenadoria.estacao@campinas.sp.gov.br
OFICINA GRATUITA

Disqus for http://www.creyssaphyna.com/